Arktau Eos: Ritual/Dark Ambient má vontade

l

Um belo dia eu estava fuçando alguns blogs bizarros que assino o rss e eis que me deparo com uns caras tocando cítara, vestindo mantos com capuz, ou máscaras de farrapos que lembram sacas de grãos, e conduzindo rituais em shows. Era o Arktau Eos.

Eu não sei muito qual é a dos caras, tudo o que consegui pesquisar fala de uma religião sem nome. Sei que os caras são do Norte da Finlândia e fazem um rolê ritual/dark ambient que na primeira sacada que dei me lembrou em certas partes o Master Musicians Of Bukakke, só que com mais má vontade e menos elementos musicais.

As estruturas do som, ou rituais, como prefiro chamar, são efeitos e camadas de bases frias seguidas por corais ou, em alguns poucos momentos, cantos que recitam letras ou poemas.

Se você está lendo isso e não esta entendendo nada, relaxe, eu também não entendi porra nenhuma! O fato é que o som dos caras é bem interessante e segue a linha do Master Musicians of Bukakke, Phurpa entre outros.

Aqui você não vai encontrar uma banda pra colocar o disco no carro e descer pra praia com os amigos. O Arktau Eos é aquela típica banda pra você ouvir quando está sozinho, relaxado. Sem interferência externa.

Se você quiser tentar entender um pouco mais sobre os caras, se liga o que está na página do facebook deles:

Born out of the vision of its creators in early 2005, Arktau Eos has become a sentient frame capable of capturing fleeting moments of oneiric activity, where essential gnosis manifests itself in blazing hieroglyphs… It is a ghastly and wondrous parade of cryptic images and sounds, which a given recording is a reflection of, becoming a new gateway for the perceptive listener. Equal parts stellar and serene, subterranean and disturbing, Arktau Eos remains in constant evolution, paying attention only to the cues of the spirits and maintaining the integrity of the dream-continuum of which our ‘consciousness’ is but a mere drop in the ocean. For those who have supped from the Lotus of the Underworld and conversed with elementals in language of embers, the shock of recognition may become illumination.

Infelizmente os caras não tem imagens em qualidade maior, mas por essas você já consegue, ou não, imaginar o ritmo deles.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Por: Rabujo Veja todos os posts do
%d bloggers like this: